Quarentena não é férias, é hora de pensar no coletivo!

Pesquisas apontam que o grupo de risco do Coronavírus são os idosos e pessoas que sofram com problemas respiratórios ou diabetes, por exemplo. Diferente da maioria das pessoas, a doença nesse grupo se manifesta de forma mais forte, podendo ser bem grave. Por isso, essas pessoas devem ficar isoladas. No entanto, como o índice de transmissão do vírus é muito alto, adultos, jovens e crianças devem se isolar também, para não transmitir a doença para idosos ou demais pessoas do grupo de risco. Isso é pensamento social, é pensar no coletivo e pensar no próximo.

Se para você e sua família, o Coronavírus pode representar “apenas” uma gripe ou resfriado, para outras pessoas isso pode ser muito sério. Além disso, quanto mais pessoas doentes, maior a porcentagem de casos graves, o que pode ultrapassar o limite da capacidade de nossos hospitais de atendimento. Ou seja, em casos de pandemia, precisamos ter empatia e responsabilidade não só por nós e nossas famílias, mas por todos.